Bahugera Parte V (Conto/Poesia)

terça-feira, 6 de março de 2012.
Bahugera parte V

Embriago a mente quase inane,
Aquela moribunda em um profundo
Transe vil e inane sobre tais mundos
Histórias e contos ali são imanes.

Onde os ventos frios e áridos,
Contemplavam o bailar espiritual
Diante da verdade vil e ancestral,
Urgiu os ermos mundos indefinidos!

Pergunto-me o mito de bahugera
Donde raios surgiram a besta fera?
De onde ouvi rugir a brava quimera
Que emergiu em Cretas numa era.

Pergunto-me absorto no reflexo
O que seria ela? Algo complexo?
Seria o horrendo monstro ou deus?
Sendo a simples definição, eu?

Comentários:

Postar um comentário

 
XW Mundo Sombrio © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |