0

Epica - This Is The Time

sábado, 31 de dezembro de 2011.
Leia Mais...
0

Epica - Feint

Leia Mais...
0

Epica - Memory

Leia Mais...
0

Epica - Acoustic

Leia Mais...
0

Epica - Solitary Ground

Leia Mais...
0

Epica - Sensorium

Leia Mais...
0

Epica - Quietus

Leia Mais...
0

Epica - ThePhantom Agony

Leia Mais...
0

Epica - Never Enough

Leia Mais...
0

Epica - Unleashed

Leia Mais...
0

Epica - Cry For The Moon

Leia Mais...
0

Não sei quantas almas tenho

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011.
Não sei quantas almas tenho  Não sei quantas almas tenho. Cada momento mudei. Continuamente me estranho. Nunca me vi nem achei. De tanto ser, só tenho alma. Quem tem alma não tem calma. Quem vê é só o que vê, Quem sente não é quem é,  Atento ao que sou e vejo, Torno-me eles e não eu. Cada meu sonho ou desejo É do que nasce e não meu. Sou minha própria paisagem, Assisto à minha passagem, Diverso, móbil e só, Não sei sentir-me onde estou.  Por isso, alheio, vou lendo Como páginas, meu ser. O que segue não prevendo, O que passou a esquecer. Noto à margem do que li O que julguei que senti. Releio e digo: "Fui eu?" Deus sabe, porque o escreveu.                Fernando Pessoa 

Leia Mais...
0

A miséria do meu ser...

A miséria do meu ser  A miséria do meu ser, Do ser que tenho a viver, Tornou-se uma coisa vista. Sou nesta vida um qualquer Que roda fora da pista.  Ninguém conhece quem sou Nem eu mesmo me conheço E, se me conheço, esqueço, Porque não vivo onde estou. Rodo, e o meu rodar apresso.  É uma carreira invisível, Salvo onde caio e sou visto, Porque cair é sensível Pelo ruído imprevisto... Sou assim. Mas isto é crível?                   Fernando Pessoa
Leia Mais...
0

É talvez o último dia...

É talvez o último dia da minha vida.   É talvez o último dia da minha vida. Saudei o Sol, levantando a mão direita, Mas não o saudei, dizendo-lhe adeus, Fiz sinal de gostar de o ver antes: mais nada.                                     Alberto Caeiro (Fernando Pessoa)
Leia Mais...
0

Makeup Inspiration

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011.
Hoje vou simplesmente postar imagens de alguns visuais para que se possam inspirar neles e criar os vossos prórpios looks.
Espero que sejam uteis.
Mas antes de mais...Tenho muitas amigas que decidiram simplesmente "rapar" (remover com a gilete) as sobrancelhas, é algo que não recomendo, pois após algum tempo vocês vão ficar fartos de fazer isso e ai as vossas sobrancelhas já vão estar a crescer de forma muito mais irregular, e ai será dificil corrigir os erros, para além de que fica horrivel sobrancelhas rapadas, é a coisa mais ridicula na minha opinião (experiência própria).

Por algum motivo este não é de todo o meu visual favorito, não sei se por ser tão exagerado em termos de eyeliner, ou simplesmente não combinar com o rosto da rapariga da foto (provavelmente é a segunda opção), no entanto acho que pode servir de inspiração para se criar algo mais bonito e adequado ao vosso próprio rosto.



Detalhe de como podem usar o eyeliner para fazer coisas lindissimas, recomendo eyeliner em gel.


Nesta pequena ilustração mostra-vos dois possiveis visuais de fazer com os olhos, são relativamente simples de se conseguir, e penso que ficam bem com várias cores, não só preto, o primeiro visual, geralmente gosto de fazer com roxo, fica lindo.
Viona, bem a Viona faz sempre visuais fantásticos, e ela mostra sempre que outras cores para além do preto podem ficar absolutamente divinais em visuais góticos. Adoro este look.

Adoro este visual, lembra-me o lago dos cisnes (o filme), acho absolutamente fantástico, óptimo para uma sessão fotográfica...No entanto, se forem fazer essa sessão fotográfica, por amor de Deus, usem a roupa adequada, não há nada mais ridiculo, do que ver umas calças pretas (a ficarem sem cor), e um top horrendo...Este visual grita por roupa dramática e linda.
O acessório no cabelo é um simples colar...Ou seja fica barato :)



A primeira vez que vi este visual, fiquei absolutamente encantada, infelizmente na altura não possuia qualquer conhecimento de maquilhagem, não fazia a minima ideia de como fazer aquele visual...Hoje já tenho alguns materiais, mas nunca tentei nada tão elaborado, é algo a experimentar brevemente, depois posto fotos do resultado. É um visual mais exuberante, portanto não é algo que recomende para irem simplesmente ao supermercado...Seria um desperdicio de maquilhahem :p

Este segundo visual, acho-o lindo e relativamente simples de se conseguir, ou pelo menos parecido.

Adoro, adoro este visual, dramático, sexy, simplesmente lindo.
Odeio as "tralhas" que ela tem na cabeça (isto porque nesta foto não dá para perceber bem o que ela está a usar), no entanto adoro o penteado, é interessante, quero experimentar algo assim.

Adoro este visual, lembra-me a branca de neve, e eu sou apaixonada pela branca de neve, é simples e fácil de conseguir, é também prático para o dia a dia (se o permitirem no vosso local de trabalho)




Leia Mais...
0

Gritos na Madrugada

terça-feira, 27 de dezembro de 2011.
Perdido na bruma,
Da noite sem fim.
A quietude perfuma
As trevas feitas pra mim.

Ouço gritos na madrugada

A neblina me faz flutuar
Arrancando-me os pés do chão.
Uma energia sobe a me acalmar
Suspirando por tão doce sensação.

Noite pérfida e calada

Os seres tremeluzentes
Avistam-me a chorar,
Bebem minhas lágrimas inerentes
Enquanto me abraçam no doce luar.

O escuro é minha morada

No concreto, brota a negra rosa
Que se esvai à luz do sol,
Morre triste e lacrimosa
Tendo a morte como farol.

Oh! Doce lua imaculada

O vento leva o cheiro de sangue
Derramado de meu viver,
Cego às nuvens, porém exangue,
Caio, e meu mundo volta a aparecer.

A dama carrega de luz feita a espada

E eu sigo por essa estrada
Eternamente a gritar,
Chamando a rosa dissipada
Sem nunca parar de chorar.

Berros no horizonte, gritos na madrugada
Leia Mais...
0

Socorro!

A escuridão da noite que em mim habita já tomou conta de todos meu sentimentos, agora me sinto um verdadeiro vampiro, frio, morto, apostei em você meu anjo, mas não tive sucesso, agora a unica coisa q me resta eh o precipício sobre o qual estou, devo pular e saber o q me espera la em baixo, pois já não sinto dor, já não sinto nada, sinto-me frio e rígido com mármore, minha lagrimas secaram e nem o sangue mais se esvai de meus olhos, meu corpo tremulo do frio me faz enxergar como eh estar nessa noite, espero que no final do precipício eu encontre um anjo que me salve, antes q eu desista do ar que me resta, afinal eh o q eu posso sentir, ainda tenho ar pra respirar.
Por que você não aparece pra mim meu anjo e me tira dessa tormenta? Por que me deixar sofrer tanto ao ponto de não sentir mais dor?
Me sinto com o corpo dormente, sinto que as trevas estão tomando meu sangue, mas não eh isso o que sempre desejei, viver crucificado sobre meus ratos, os ratos que criei. Me mostra a luz anjo e me tira de uma vez daqui, pois tenho medo de não ter mais saída, medo de morrer nessa noite sombria, onde a escuridão eh tão densa que posso sentir, respiro as trevas e elas me alimentam, porem não me aquecem.
Agora estou caindo, mas ainda não vejo o chão, apenas uma luz q cada vez se aproxima, penso q possa ser você anjo, estou em suas mãos, precisando de seus braços, precisando consertar minhas asas, e só você eh capaz de faze-lo, por favor anjo meu te peço, ME SALVE!

André
Leia Mais...
0

Poisone Wein - Compendium Tenebrarum

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011.

Projeto: Poisone Wein
Álbum: Compendium Tenebrarum
Ano: 2011
Gênero: Dark Ambient / Dark Classical
País: Brasil
Criador e Compositor: Erich William von Tellerstein
Canal no Youtube: Poisonewein
Myspace: Poisonewein

Tracklist:

I. The Abyss of Ego
II. Poisoned Pianist - Manifestation Through Playing
III. Compendium Tenebrarum
IV. The Love Through the Centuries
V. De Umbrarum Regni Novem Portis
VI. Tria Mortifera - Doom, Grief and Despair
VII. Voluptuous Darkness

DOWNLOAD
Leia Mais...
0

Venenum Vini


I. Ingredientes


Bem cheirosa com uvas mortas do Além,
É a larva que à Súcubo muito convém.
Trazida da terra dos mortos do norte,
Rica em proteínas do sangue da morte.

Uvas estas de bela cósmica roxidão,
Carregadas com doce ausência de perdão.
Colhidas onde demônios não avançam,
Maldizem maldições que poucos lançam.

Carregam consigo odores do abismo,
E da Súcubo, o tenebroso erotismo.
Atormentam quem as fita contemplativo,
Invalidam a luz e todo ser emotivo.

II. Produção

Trazidas de inexploradas infra dimensões:
São pisoteadas por frenéticas açougueiras,
Envenenadas por vis aranhas cuspideiras,
E energizadas com temor de imensidões.

São estapeadas violentamente à exaustão,
Por Ser cujas bocas e olhos estão nas mãos,
Até adquirirem cor de contorcida combustão,
E horrorizarem os responsáveis pelos grãos.

Grãos estes lindos que são jogados ao fogo,
E retirados novamente sob horríveis gritos.
A fim de serem misturados com as uvas,
No admirável cair das cintilantes chuvas.

III. Degustação

A peculiar degustação do vinho envenenado,
É realizada por rainha em tempo de reinado.
No inferno e planícies dos tolos condenados,
Onde todos são pelo vinho muito envenenados.

Quando corretamente amaldiçoado expande:
Toda a consciência em estelar união astral.
Toda a vida perde o sentido num instante,
Ao degustar os poderes do Mal ancestral.

Não se explica tal horror nem ao comer com prazer,
Toneladas de insetos e seres do amorfo desprazer.
Entretanto, inexprimível é a natureza orgástica,
De ingerir o líquido de esquecida seita orgiástica.

IV. Distribuição

A bebida é engarrafada em inquebrável material,
E imprecada com males mais uma vez por segurança.
Sua distribuição abissal é responsabilidade da Dança:
Aglomeração valsante de ossos e coisa imaterial.

São trazidas à terra através de onírica manifestação,
Pois tais bêbados indizíveis nos contatam por sonhos.
Alcançam com facilidade os mais loucos e tristonhos,
Possuem preferência por compositores da perdição.

Estes artistas humanos são dos mais vis e perversos,
Pois trazem com prazer o horror em lindos versos.
Encantam e maravilham incontáveis iludidos mortais,
E por fim os fazem brindar um Vinho dos mais letais.


Leia Mais...
0

Funeral Dusk - Vampyric Waltz

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011.

Leia Mais...
0

Tutoriais de maquilhagem

Maquilhagem...Ficamos sempre impressionados e impressionadas com as fotografias que vemos de góticos na internet, por exemplo no website do WGT (festival gótico na Alemanha, muito popular em todo o mundo)...
Decidi então facilitar-vos a vida nas vossas buscas, e começar a deixar-vos alguns tutoriais e dicas de maquilhagem...

Também irei no futuro falar nas marcas que normalmente uso...
Portanto fiquem atentos, mas por agora os videos:



















Os videos estão geralmente em inglês, mas penso que a lingua não interessa, o que interessa mesmo é que sigam o que as mocinhas fazem nos videos.
Espero que gostem, irei começar a postar com frequencia sobre maquilhagem, irei mostrar-vos videos, fotografias, mostrar-vos as minhas maquilhagens, e dar-vos dicas de sitios onde podem comprar as vossas maquilhagem, independentemente do país onde estejam a residir actualmente.


Leia Mais...
2

Gothic Wallpapers

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011.









































Leia Mais...
 
XW Mundo Sombrio © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |